Estamos lá, Mercúrio finalmente começa seu retrógrado! Este trânsito planetário, que muitas vezes semeia uma discórdia impossível em nossas trocas, corre o risco de impactar a vida de três signos estelares em particular.

Problemas de comunicação, dores de cabeça, atrasos administrativos, falha do despertador ou retorno de um ex… Aqui estão os magníficos efeitos de Mercúrioplaneta da comunicação, logística e tecnologia, em retrógrado desde 9 de setembro. Você sente que a vida está atrapalhando? Talvez você infelizmente pertença dos três signos que passam por esse trânsito planetário com mais intensidade que os demais… Desejamos boa sorte!

Virgem

Nascido entre 23 de agosto e 22 de setembro, você é um dos sinais quem deveria sofrer mais com esse retrógrado, por falta de sorte, Mercúrio é o seu planeta regente. Preste atenção especial aos seus relacionamentos, tanto amigáveis ​​quantoapaixonadoeles provavelmente suportarão o peso dos efeitos desse fenômeno.

Equilíbrio

Libras, nós sabemos, você está claramente obcecado com a necessidade de equilíbrio pessoal e profissional. Para ficar livre, esse período não será fácil para você. Um conselho, trabalhe a todo custo no seu desenvolvimento para não se encontrar com uma auto-estima ao nível das margaridas… Certifique-se de não afundar!

Gêmeos

Sua a criatividade está no seu pior e você tem dúvidas terríveis sobre sua capacidade de dar o melhor de si mesmo… A menos que isso já seja o caso, espere entrar em uma fase bastante violenta de depressão! Em suma, se você é um artista, infelizmente não podemos fazer mais nada por você.

Alerta: o preço do passe Navigo vai aumentar em 2023

Se o valor do aumento ainda não for fixado, o passe Navigo será de qualquer forma mais caro em 2023. Em questão: o aumento do preço da energia e o aumento dos custos operacionais da rede RATP.

Pensávamos que o metrô já estava nos fazendo resmungar o suficiente por causa de seus incessantes atrasos e das pessoas às vezes insuportáveis ​​encontradas lá, mas aparentemente está longe de terminar: o passe a 75 euros, acabou. Nesta quarta-feira, 14 de setembro, Valérie Pécresse, presidente da Île-de-France Mobilités (IDFM) e da região, anunciou que a assinatura da rede de transporte de Paris deve aumentar em 2023.

Se o valor desse aumento ainda não foi determinado, no entanto, parece inevitável. Com a inflação, o custo da energia e das matérias-primas impossibilitaria a manutenção dos preços atuais. Soma-se a isso uma queda no tráfego nas linhas da RATP, bem como um aumento nos custos operacionais, segundo o parisiense.

Negociações a serem feitas com o Estado e as comunidades

No total, Île-de-France Mobilités ficaria aquém de nada menos que 950 milhões de euros para o ano de 2023. Para que esta quebra não seja totalmente impactada no preço das assinaturas, o Estado, as comunidades, mas também a RATP e a SNCF terão que fazer um esforço. Se a região já arrecadou 200 milhões de euros com a redução de algumas despesas, Valérie Pécresse garante que o passe Navigo não será mais rebaixado.